Niculitcheff busca
essência da forma

  Frequente na arte contemporânea, o te-
ma da coleção de objetos recebe trata-
mento inesperado. Em lugar dos itens
reais, dispostos segundo algum conceito,
Sérgio Niculitcheff; 40, apresenta-os na
ótica bidimensional da pintura.
Em 54 obras na galeria VaI de Almeida
Jr., o artista nos lembra de que a leitura
da figura pela pintura tem o poder de des-
nudar a própria essência dos temas elei-
tos. Seja um vulgar pregador de roupas,
seja uma garrafa "morandiana", o estudo
de volumes na representação pictórica faz
com que "coisas cotidianas, normalmente
despercebidas, se revelem para um olhar
inaugural", conforme o artista.
Esse passeio concentrado pelas formas é
estimulado, ainda, pela equiparação de
proporções: um pneu e uma tampa de ca-
neta ocupam campos semelhantes nas te-
Ias de 50 cm x 60 cm. Na montagem, as
obras ficam em grupos de seis, de manei-
ra a provocar no espectador sensações pa-
radoxais: ali encontra-se uma hierarquia,
dada pela proporção e pelo modo de pin-
tar, porém existe também um caos, pela
aproximação de naturezas tão desseme-
lhantes
. ( Alvaro Machado )
 
Guia da folha - Folha de São paulo